Tecnologia
Now Reading
Inteligência Cognitiva e o Futuro
0

Inteligência Cognitiva e o Futuro

16/11/2018

Cristóvão Olegário de Castro
Franco Birro Godinho
Pedro Lucas Duarte Faria
Samara Luiza da Silva

Você já ouviu falar sobre inteligência artificial? E sobre sobre inteligência cognitiva? Inteligência cognitiva é a capacidade que nós temos de aprender novos conteúdos a partir de atividades cerebrais que já elaboramos antes. Quando fazemos coisas novas estamos desenvolvendo nossa inteligência cognitiva.

Quando falamos sobre inteligência cognitiva estamos falando um pouco sobre inteligência artificial (TRANSFORMAÇÃO DIGITAL, 2018). Sistemas cognitivos aprendem com bases de dados e aplicam modelos estatísticos para encontrar padrões e entender melhor os dados. Podem imitar o funcionamento do cérebro humano, aprender com os dados, aplicando o que foi aprendido a novas situações e atividades. Sistemas comuns não possuem essa habilidade e funcionam somente da maneira que foram programados, por isso a inteligência cognitiva é uma ponte para o futuro.

Hoje existem diversos tipos de sistemas que utilizam inteligência artificial em diferentes áreas como, por exemplo, economia, saúde, finanças e varejo. Mas ainda são bem limitados.  A expectativa é que a próxima geração de sistemas possa criar canais de conhecimentos, sendo capazes de agir com raciocínio e aprendizado (BORST, 2018). Aos poucos os sistemas vão incorporando essas tecnologias e em um futuro próximo podemos encontrar esses sistemas em todos os lugares de nossa vida. Loffi (2018), lista alguns campos onde a tecnologia cognitiva é utilizada e alguns onde essa tecnologia poderá ser aplicada.

Onde a tecnologia cognitiva é aplicada?

1 – Medicina

Existem hospitais que fazem uso de sistemas de computação cognitiva. Eles são abastecidos por informações de históricos de tratamentos, pesquisas científicas, entre outros. Com a inteligência cognitiva, é possível navegar por esses dados e ter informações de cada diagnósticos melhor trabalhadas, proporcionando um tratamento mais adequado para determinado paciente.

2 – Drones

Sistemas cognitivos também vem sendo aplicados no uso de drones, para a entrega de pacotes e exercícios militares. Por isso o uso de sistemas cognitivos em drones são uma preocupação, já que eles podem causar acidentes. Automatizando-os, assim como pode ocorrer com os carros, eles terão um trajeto próprio e isso pode impactar, por exemplo, na segurança pública.

3 – Chatbots

Sistemas cognitivos também são usados em chatbots, robôs utilizados em bate-papos. Quando você conversa em um bate-papo com uma ferramenta de respostas automáticas e ela entende o que você está falando, mesmo que informe a mesma intenção de formas diferentes ou até mesmo com erros gramaticais, você está fazendo uso de computação cognitiva. Os chatbots conseguem entender suas perguntas e responder de forma mais precisa, por isso eles são utilizados para realizar pedidos e para responder dúvidas comuns.

4 – Ambientes inteligentes

O uso de sistemas cognitivos  estende-se aos sensores e sistemas que funcionam na inteligência ambiental. Os sistemas utilizam as informações adquiridas dos sensores para compreender o ambiente e realizar alterações nele, por exemplo, acender as luzes da casa quando o sol se põe. De acordo com especialistas, a computação ambiental irá desempenhar um papel predominante em situações mais cotidianas até o ano de 2020.

5 – Jogos eletrônicos

Diversos jogos eletrônicos fazem uso de algoritmos cognitivos para tornar a experiência de usuário ainda mais real. Estes algoritmos são capazes de aprender o modo de jogo do usuário e suas estratégias mais comuns com a finalidade de alterar seu modo de ataque e defesa para que a interação seja mais desafiadora e menos monótona durante as partidas.

Por fim, podemos concluir que com o grande aumento do uso de aplicações de inteligência artificial no dia a dia,  a utilização de tecnologias cognitivas para melhorar a experiência de usuários em vários tipos de serviços vai se tornar cada vez mais popular.

REFERÊNCIAS

BORST, Camila. O futuro do futuro: o que esperar da inteligência artificial cognitiva? Tendência é que a próxima geração de sistemas crie canais de conhecimento por conta própria. Computerworld.  2018. Disponível em: <https://computerworld.com.br/2018/06/20/o-futuro-do-futuro-o-que-esperar-da-inteligencia-artificial-cognitiva/>. Acesso em: 20 jun. 2018.

LOFFI, Everton. Seria a Inteligência Artificial a mesma Inteligência Cognitiva? Onde, de fato, encontramos a Computação Cognitiva na prática? CIO. 2018. Disponível em: <http://cio.com.br/opiniao/2018/07/29/seria-a-inteligencia-artificial-a-mesma-inteligencia-cognitiva/>. Acesso em: 25 out. 2018.

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL. O que é Inteligência Cognitiva? 2018. Disponível em: <https://transformacaodigital.com/o-que-e-inteligencia-cognitiva/>. Acesso em: 25 out. 2018.

HAPPY CODE. Como a inteligência cognitiva vai mudar o mundo. 2018. Disponível em: <https://www.happycodeschool.com/blog/como-inteligencia-cognitiva-vai-mudar-o-mundo/>. Acesso em: 25 out. 2018.

CRÉDITOS DA IMAGEM

PIXABAY. Disponível em: <https://pixabay.com/en/artificial-intelligence-robot-ai-ki-2167835/>

Leave a Response

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.