Tecnologia
Now Reading
O Trabalho na Indústria 4.0
0

O Trabalho na Indústria 4.0

by Extensionista29 de outubro de 2018

21/10/2018

César Augusto Tavares Júnior
Francisco Rosa Júnior
Letícia de Oliveira Alexandrina
Róbson Nunes de Souza

Impactos da Indústria 4.0

Quando falamos de revolução industrial pensamos em inovações tecnológicas, empregos e novas atividades. No decorrer de todas as revoluções industriais tivemos grande avanço tecnológico, o que proporcionou um grande aumento de produção trazendo estas tecnologias para substituir alguns procedimentos de trabalhos manuais, gerando novos empregos mais técnicos, mas também gerando desemprego pela substituição de pessoas por máquinas automatizadas. A indústria 4.0 traz consigo uma enorme automatização de processos, alguns capazes de até mesmo de solucionar problemas de cálculos e realizar consultorias de forma autônoma.

Segundo Schwab um engenheiro, economista, fundador do Fórum Econômico Mundial e autor do livro A quarta revolução industrial,  “estamos no início de uma revolução que está mudando fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos um com o outro” (SCHWAB citado por TESSARINI; SALTORATO, 2018). O que significa que esta revolução afetará a todos e a tudo, as relações interpessoais, as pessoais e as profissionais.

Assim como aconteceu em todas as revoluções, a nova revolução industrial – também chamada de Indústria 4.0 – traz uma série de preocupações na visão das pessoas, já que a partir da primeira estas inovações criam empregos e ao mesmo tempo tira o emprego de outras pessoas. Com a nova revolução não é diferente, ela traz consigo, novos empregos, solicitando uma maior qualificação de cada pessoa, gerando novas oportunidades de atuação e campos de conhecimento. Mas, também irá retirar empregos. “Os trabalhadores com menos qualificação estarão em situação de maior vulnerabilidade e em sério risco de exclusão social se não houver também mudanças no sistema econômico global” (SINDICATO DOS QUÍMICOS DO ABC, 2017), pois ocorrerá maior automatização de processos que poderiam ser feitos por pessoas e haverão máquinas para raciocinar  e tomar decisões em seu lugar.

O que muda nas relações de trabalho na revolução 4.0?

De acordo Lopes (2017), um exemplo bem claro disso é a inteligência artificial chamada “Ross”, que usa como base o “Watson”  – uma aplicação de inteligência criada pela empresa IBM – que quando conectado ao banco de dados de processos judiciais, o supercomputador consegue consultar milhões de arquivos e responder em linguagem natural quais documentos são relevantes para o caso. O autor ainda explica que esta seria uma tarefa exigiria horas de pesquisa se realizada por um humano, já com essa nova tecnologia, demora apenas alguns minutos. Ao mesmo tempo esta revolução força a qualificação, pois não é um usuário qualquer que conseguira fazer a utilização deste serviço, gerando emprego para profissionais mais qualificados.

Bondioli (2018) reflete  que para estarmos preparados para as mudanças que esta revolução trará e quando seus efeitos forem uma realidade ampla no Brasil, devemos ter um perfil profissional técnico e especializado. Ser dinâmico será uma característica fundamental, pois é necessário ter conhecimento de diversos setores, neste contexto que aborda o ser multidisciplinar.

 

REFERÊNCIAS

BONDIOLI, Ana. A Empregabilidade na indústria 4.0 . mai. 2018. Disponível em: < http://blog.eniac.com.br/inovacao/a-empregabilidade-na-industria-4-0/>. Acesso em: 03 out. 2018.

LOPES, André. Advogados são o próximo alvo da inteligência artificial. Revista Veja out. 2017 Disponível em:<https://veja.abril.com.br/tecnologia/advogados-sao-o-proximo-alvo-da-inteligencia-artificial/>. Acesso em 02 out.2018.

SINDICATO DOS QUÍMICOS DO ABC. Indústria 4.0: ela vai mudar o mercado de trabalho e o seu emprego. São Paulo: SindQuim, jul. 2017. Disponível em: <http://www.quimicosabc.org.br/system/uploads/materiais/342/arquivo/especifico-industria-4-0-n16.pdf>. Acesso em: 03 out. 2018.

TESSARINI, Geraldo; SALTORATO, Patrícia. Impactos da indústria 4.0 na organização do trabalho: uma revisão sistemática da literatura. Revista Produção Online, Florianópolis, v. 18, n. 2, p. 743-769, jun. 2018. ISSN 16761901. Disponível em: <https://www.producaoonline.org.br/rpo/article/view/2967>.

CRÉDITO DAS IMAGENS

PIXABAY. Disponível em: < https://pixabay.com/en/industry-industry-4-0-2692459/>

PIXABAY. Disponível em: <https://pixabay.com/en/industrial-4-0-information-2470457/>

 

What's your reaction?
Love It
0%
Interested
0%
Meh...
0%
What?
0%
Hate It
0%
Sad
0%
About The Author
Extensionista

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.